Bernadinho Contra o Preconceito

Bernadinho, técnico da seleção de Voley do Brasil defendeu a orientação sexual de seus jogadores, afirmando não se importar com a escolha sexual deles.

Bernado Rocha de Azevedo, mais conhecido como Bernardinho, defendeu os jogadores não somente da seleção, mas de todo o Brasil em uma entrevista para o Jornal  Folha de São Paulo. Para ele, ser gay, hetero, bi, transexual  é indiferente:

Aqui pouco importa se o cara é homossexual, bissexual, transexual, se é branco, preto, amarelo ou roxo. Se ele jogou bem, é um cara correto, vai ter espaço aqui.”

Há pouco tempo atrás, um dos atletas do Voley Futuro, Michael foi o alvo de ofensas homofóbicas quando estava jogando em quadra. Porém, o problema parece não ter somente acontecido com ele. Bernadinho também relata que jogadoras que defendiam a seleção, muitas das vezes, saiam chateadas da quadra por ouvirem da arquibancadas, insultos como “sapatão”:

O Michael, quando estava na seleção brasileira juvenil, foi xingado pela torcida jogando no Brasil“, relata.

Tenho jogadoras de seleção brasileira que já saíram de quadra chateadas porque tinha gente gritando sapatão e eu sabia que eram homossexuais”.

O técnico da nossa seleção, ainda disse que quando ainda treinava Voley, essa questão de preconceito, para ele, não existia. Que sempre sempre soube respeitar cada membro da equipe:

…Meu primeiro treinador (…) era negro e dizem também que era homossexual. E pouco importa. Ele queria me educar e mostrar caminhos. É o Bené. Foi o cara que formou Bernard, Fernandão, Badá. Vários da geração prata passaram por ele. Foi um cara que transformou vidas. O cara é um craque. Era preto, tinha fama homossexual. E aí? Vem falar comigo de preconceito?

Um belo exemplo, não!? Eu que já era fã… fiquei MEGA FÃ!

Rafael Vargas

3 Respostas para “Bernadinho Contra o Preconceito

  1. Nós profissionais da area da saúde biológica e mental, entendemos que a homoafetividade e nem a Heteroafetividade não passam pelo crivo de OPÇÃO ou ESCOLHA (Como comumente é veiculado), este é um conceito ultrapassado e não baseado na coerência das relações, sejam elas Homo ou Heteroafetivas. A frase …defendeu a opção sexual de seus jogadores, afirmando não se importar com a escolha sexual deles., é por sí só delimitante,perniciosa e deveras pre-conceitual e lendo até o final do texto postado nota-se que esta não foi a fala de Bernardinho destacacada em itálico e sim do autor o texto, que para mim tem conteudo auto depreciativo (quando fala em opção e escolha) o que não condiz com a maravilhosa intenção do Blog que é de informar, divulgar ,mudar crenças negativas,entre tantas outras feitas favoráveis e positivas que sempre noto ao ler e divulgar o blog.#ficaadica

    • Olá Brunno, tudo bem?
      Obrigado pelo magnífico comentário.
      Você está coberto de razão e já trocamos a palavra por orientação. Espero que tenha ficado melhor.
      Como você disse, comumente, escutamos o termo opção, e por vezes, acabamos repetindo sem pensar no sentido.
      Obrigado pela dica e volte sempre…
      Leonardo Portela

  2. Esse cara é D+++++++++++++ tem q ser homem como ele para poder defender uma causa de tamanha grandeza como é esta a homens como Bernadinho desejo toda a sorte do mundo e todo o meu carinho

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s